Germano Almeida vence Prémio Camões
21 Mai 2018

É com grande alegria que informamos que o escritor cabo-verdiano Germano Almeida, cuja obra é publicada pela LeYa/Caminho, foi hoje anunciado vencedor do Prémio Camões, o mais importante da literatura de língua portuguesa e que tem como objectivo distinguir um autor de língua portuguesa pelo conjunto da sua obra. O anúncio foi hoje feito pelo Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.


Um novo romance de Germano Almeida, O Fiel Defunto, chega às livrarias portuguesas a 29 de maio, editado pela Caminho.


Germano Almeida nasceu na ilha da Boa Vista em 1945. Licenciou-se em Direito na Universidade Clássica de Lisboa. Vive em São Vicente onde, desde 1979, exerce a profissão de advogado. Publica as primeiras estórias na revista Ponto & Vírgula, assinadas com o pseudónimo de Romualdo Cruz. Estas estórias foram publicadas em 1994 com o título A Ilha Fantástica, que, juntamente com A Família Trago, 1998, recriam os anos de infância e o ambiente social e familiar na ilha da Boa Vista. Mas o primeiro romance do autor foi O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo, em 1989, que marca a rutura com os tradicionais temas cabo-verdianos. O Meu Poeta, de 1990, Estórias de Dentro de Casa, de 1996, A Morte do Meu Poeta, de 1998, As Memórias de Um Espírito, de 2001 e O Mar na Lajinha, de 2004, formam o que se pode considerar o ciclo mindelense da obra do autor. Mais recentes são os livros A Morte do Ouvidor, de 2010, e Do Monte Cara Vê-se o Mundo, de 2014, também editados na Caminho. Tem obras publicadas no Brasil, França, Espanha, Itália, Alemanha, Suécia, Holanda, Noruega e Dinamarca, Cuba, Estados Unidos, Bulgária, Suíça.

Ao autor damos os nossos parabéns e desejamos as maiores felicidades!

 
Rua Cidade de Córdova, 2 (mapa)
2610 - 038 - Alfragide
Portugal

Telefone: +351 21 427 22 00
Telefone de texto para surdos: +351 21 427 22 73
Fax: +351 21 427 22 01

© 2008 - Leya - Todos os direitos reservados | Política de privacidade